Terça, 20 de Abril de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

27°

24° 29°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Utilidade Pública
R10 Utilidade Pública
Tudo sobre utilidade pública.
Economia Economia
05/04/2021 14h46
Por: Bruna Sampaio

Governo prevê leiloar aeroporto de Teresina nesta semana

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O governo federal retoma nesta semana a sua agenda de privatizações com a previsão de realização de 3 leilões de infraestrutura. Entre os dias 7 e 9 de abril, serão ofertados à iniciativa privada 22 aeroportos, 1 ferrovia e 5 terminais portuários.

Chamada pelo governo de "Infra Week", a semana de leilões tem potencial de garantir, segundo o Ministério da Infraestrutura, mais de R$ 10 bilhões em investimentos no Brasil.

O primeiro leilão da semana será o da concessão de 22 aeroportos, marcado para quarta-feira (7), a partir das 10h, na sede da B3, em São Paulo. Na quinta-feira (8), será a vez do leilão da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). Na sexta-feira (9), serão ofertados 5 terminais portuários no Maranhão e no Rio Grande do Sul.

Continua depois da publicidade

Os 22 aeroportos do leilão de quarta-feira foram divididos em três blocos:

Bloco Sul (9 aeroportos): Curitiba (PR), Foz do Iguaçu (PR), Navegantes (SC), Londrina (PR), Joinville (SC), Bacacheri (PR), Pelotas (RS), Uruguaiana (RS) e Bagé (RS);

Bloco Norte (7 aeroportos): Manaus (AM), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC), Cruzeiro do Sul (AC), Tabatinga (AM), Tefé (AM) e Boa Vista (RR);

Bloco Central (6 aeroportos): Goiânia (GO), São Luís (MA), Teresina (PI), Palmas (TO), Petrolina (PE) e Imperatriz (MA).

O investimento total nos três blocos chega a R$ 6,1 bilhões, sendo R$ 2,8 bilhões no Bloco Sul, R$ 1,8 bilhão no Bloco Central, e R$ 1,4 bi no Bloco Norte.

O vencedor de cada bloco terá de administrar todos os aeroportos que estão no lote. Pelas regras do edital, vencerá a disputa quem oferecer o maior ágio (valor excedente) sobre o preço mínimo de cada bloco.

O lance mínimo da contribuição inicial de cada bloco terá valores mínimos de:

R$ 130,2 milhões pelo Bloco Sul;

R$ 47,8 milhões pelo Bloco Norte;

R$ 8,1 milhões pelo Bloco Central.

Esse valor será pago imediatamente após o leilão, acrescido do ágio ofertado pelo vencedor. Além do pagamento inicial, o consórcio que arrematar o bloco terá de pagar ao governo um percentual da receita obtida a partir do quinto ano de contrato, até o final do contrato. O prazo de concessão será de 30 anos.

Fonte: G1
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®