Sexta, 07 de Maio de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

23°

23° 30°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Maternidade
R10 Maternidade
Acompanhe as principais notícias sobre Maternidade.
Piauí Piauí
14/04/2021 16h07
Por: Bruna Sampaio

Projeto inclui gestantes entre os prioritários na vacinação contra covid

Foto: Divulgação Alepi
Foto: Divulgação Alepi

Foi lido na sessão virtual de terça-feira (13) da Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei do deputado Francisco Costa, que inclui as grávidas, mães que acabaram de dar à luz ou que estão amamentando no grupo prioritário para vacinação contra Covid-19.

“O objetivo é reduzir os riscos e prevenir a mortalidade materna e infantil no Piauí”, justifica o deputado, que é líder do Governo no Parlamento Estadual. O projeto será analisado agora na Comissão de Constituição e Justiça.

O deputado, que também é médico, cita estudos que comprovam grande risco de complicações obstétricas e para os bebês quando infectados pelo vírus, aumentando a probabilidade de mortes maternas e infantis, partos prematuros e abortamentos.

Continua depois da publicidade

Em 2020, no Piauí, 875 gestantes tiveram COVID-19. No ano passado, foram registradas 34 mortes maternas no estado, sendo seis causadas por Covid. Em 2021, dos sete  óbitos maternos já ocorridos, um foi por Covid.

Segundo estudo publicado no The British Medical Journal (BMJ) - que traz dados de 192 estudos mundiais, incluindo cinco do Brasil -, de dezembro de 2019 a outubro do ano passado, uma em cada 10 gestantes atendidas em hospitais por qualquer motivo testou positivo para a Covid-19.

Estudos indicam que, entre 8 a 11% das gestantes, puérperas e lactantes infectadas vão necessitar de hospitalização, e cerca de 2 a 5% vão precisar de terapia intensiva e correrão risco de morte. O perigo é ainda maior quando a gestante tem alguma comorbidade, como hipertensão, diabetes e obesidade.

O deputado também menciona a Nota Técnica 01/2021- DAPES/SAPS/MS, referente à administração da vacina contra Covid-19 em gestantes, puérperas e lactantes, na qual o Ministério da Saúde recomenda “a vacinação de gestantes que possuam alguma comorbidade preexistente, descritas no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19: portadoras de diabetes, hipertensão arterial crônica, obesidade (IMC30), doença cardiovascular, asma brônquica, imunossuprimidas, transplantadas, doenças renais crônicas e doenças autoimunes”; e também que “a vacina pode ser oferecida para gestantes sem comorbidades após avaliação dos riscos e benefícios, principalmente em relação às atividades desenvolvidas pela mulher”.

Fonte: Alepi
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp