Sexta, 07 de Maio de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

24°

23° 30°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Utilidade Pública
R10 Utilidade Pública
Tudo sobre utilidade pública.
Piauí Piauí
22/04/2021 16h16
Por: Bruna Sampaio

Detentos piauienses conseguem aprovação no Enem

Foto: Divulgação Sejus
Foto: Divulgação Sejus

A Secretaria de Estado da Justiça divulgou, nesta quinta-feira (22), o número de detentos aprovados no Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade, o Enem PPL 2020. Dos 475 reeducandos que realizaram a prova, 184 obtiveram médias necessárias para disputar vagas nas instituições de ensino médio e privado. Deste número, 5 foram aprovados em cursos como Engenharia Agrônoma, Ciências Sociais, Letras Português e Licenciatura em Física.

A coordenadora de ensino da Sejus, Jussyara Valente, explica que, em razão da pandemia da Covid-19, os reeducandos se prepararam através de revisões e atividades de forma remota. “Ofertamos todos os materiais necessários para que eles pudessem concorrer a essas vagas e não saírem prejudicados. Estamos muito felizes com o resultado. Mesmo diante de todo o cenário da pandemia, conseguimos fazer com que o exame acontecesse. Tivemos o maior número de inscrição, uma participação maior dos reeducandos e tivemos 5 aprovações em cursos bastante concorridos, inclusive, conseguimos aprovações em 2° e 3° lugar na Uespi”, disse.

A coordenadora ressalta que a prova do Enem PPL possui um grau de dificuldade semelhante ao do Enem Regular, e é uma oportunidade para os internos se inserirem no ensino superior. “Hoje, vemos que aumentou o interesse das pessoas privadas de liberdade em participar do Exame, não só em busca da remição de pena, mas, também, com objetivo de voltar a conquistar o seu espaço aqui fora, tendo consciência que, através da educação, as oportunidades irão surgir. Foi um resultado positivo em meio a tantos problemas, mas seguimos avançando. Acreditamos que o muro e as grades não são empecilhos para que a educação chegue até as pessoas privadas de liberdade”, finalizou.

Continua depois da publicidade
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp