Segunda, 17 de Maio de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

24°

22° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Utilidade Pública
R10 Utilidade Pública
Tudo sobre utilidade pública.
Piauí Piauí
03/05/2021 17h01
Por: Bruna Sampaio

Policiais Penais do Piauí deflagram ‘Operação Vacinação Já’

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Sindicato dos Policiais Penais do Piauí (SINPOLJUSPI) realizou na manhã desta segunda-feira (3) uma Assembleia Geral Extraordinária. Na oportunidade foram discutidas com a categoria as seguintes pautas:

Vacinação dos Policiais Penais de forma isonômica as demais forças de segurança pública;

Proposta do Projeto de Lei para transformação e reclassificação do cargo de Agente Penitenciário em Policial Penal, conforme Emenda Constitucional 56/2020;

Continua depois da publicidade

Policial Penal como Diretor Geral da Polícia Penal, em cumprimento a Emenda Constitucional 56/2020.

Substituição de todos os Gerentes e Gerentes adjuntos das unidades prisionais que não integram o quadro da Polícia Penal;

Substituição do gerente do SAM (Setor de Armas e Munições) e auxiliares que não integram o quadro da a Policia Penal;

Substituição do gerente e auxiliares do RECAP (Setor de Recaptura de Presos Foragidos) que não integram o quadro da Polícia Penal.

Durante a assembleia, o vice-presidente do SINPOLJUSPI, Vilobaldo Carvalho, destacou que o Sindicato encaminhou quatro ofícios à Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), Secretarias Municipais de Saúde, Governo do Estado e Secretaria de Justiça para que fosse cumprida a prioridade na vacinação contra Covid-19 dos Policiais Penais, conforme estabelecida no decreto estadual.

“Queremos um tratamento isonômico para vacinação de todos os Policiais Penais. Tanto para o Ministério da Saúde como no Plano Operacional de Vacinação da Sesapi, a nossa categoria está incluída no grupo prioritário de imunização. Na prática, todas as forças de segurança estão vacinadas, menos os Policiais Penais. Por isso ingressamos com uma ação judicial, na qual a 1ª Vara decidiu que o Governo do Estado deveria dar uma resposta em até 48 horas, mas até o momento não temos uma informação oficial”, declarou Vilobaldo Carvalho.

Mesmo com a suspensão das visitas presenciais nos presídios devido à pandemia, os Policiais Penais continuam atuando no recebimento de presos em flagrantes para a condução para unidades prisionais, em escoltas dos detentos para os hospitais, no acompanhamento de audiências e visitas virtuais, tanto de advogados quanto de familiares, no recebimento de materiais enviados pelas famílias.

“OS POLICIAIS PENAIS NÃO VACINADOS CORRE O RISCO DE POTENCIALIZAR O VÍRUS DENTRO DO SISTEMA PRISIONAL”, FRISOU VILOBALDO.

Outra reivindicação discutida durante a assembleia foi a transformação e reclassificação do cargo de Agentes Penitenciários em Policiais Penais. Desde a aprovação da Emenda Constitucional que criou a Polícia Penal, o SINPOLJUSPI vem solicitando ao Governo do Estado o Projeto de Lei para a mudança do cargo, mas nada foi feito.

A categoria também cobra que a função de Diretor Geral da Polícia Penal seja ocupada por um Policial Penal, em cumprimento a Emenda Constitucional 56/2020. Para isso, o sindicato defende a estruturação da Polícia Penal do Piauí.

Caso o Governo do Estado não atenda as reivindicações tratadas na assembleia, a categoria decidiu deflagrar a partir da próxima segunda-feira (10) a Operação Policiais Penais São Essenciais. O Sindicato encaminho um ofício à Secretaria de Justiça informando da decisão.

Fonte: Ascom
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp