Domingo, 13 de Junho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

24°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Utilidade Pública
R10 Utilidade Pública
Tudo sobre utilidade pública.
Geral Geral
07/05/2021 14h55
Por: Bruna Sampaio

52% dos brasileiros engordaram na quarentena

Foto: reprodução
Foto: reprodução

Dani Suzuki, Grazi Massafera, Juju Salimeni, Juliana Paes, Gwyneth Paltrow, Kate Winslet e Monique Evans são algumas das famosas que declararam publicamente que ganharam peso na quarentena imposta pela pandemia de Covid-19. E elas não estão sozinhas.

Pesquisa online feita pelo Instituto Ipsos mostra que o isolamento social trouxe consequências à forma física das pessoas em 30 países. Levantamento mostra que 31% dos entrevistados engordaram desde o início da pandemia. No Brasil, o índice chega a 52%.


O aumento de peso médio global foi de 6,1 kg enquanto a média no Brasil foi de 6,5 kg. A pesquisa foi realizada com 22 mil pessoas de 16 a 74 anos, entre 23 de outubro e 6 de novembro de 2020, e divulgada em janeiro deste ano.


A analista financeira Cláudia Fragoso, 48, diz que engordou dois quilos no final do ano e reclama que está difícil de eliminar o peso. "Perdi oito quilos em 2019 e quatro quilos em 2020. E agora estou com todas as luzes de alerta acesas."


Membro do programa de emagrecimento do Vigilantes do Peso, Fragoso afirma que, neste momento de quarentena, é natural recorrer à comida diante da ansiedade, tristeza e falta de perspectiva. "Não dá para sair, passear, ver os amigos e estar perto da família. Para quem tem condições, o entretenimento é comer alguma coisa diferente, beber um vinho. E tudo isso vem acompanhado de calorias. Ninguém descontrai com uma saladinha e água com gás."


Ela afirma que a redução "absurda" dos movimentos do corpo -de uma forma geral, não só a prática de atividade física- contribuiu para o ganho de peso. "Não é só deixar de praticar atividade física, é parar de se movimentar, não temos mais aquela caminhada na hora do almoço, as escadas, aquela corridinha para pegar o ônibus. Nada."

BEM-ESTAR MOMENTÂNEO

O nutricionista do Vigilantes do Peso, Matheus Motta, afirma que na quarentena as pessoas começaram a buscar alimentos que dão conforto e bem-estar emocional. Ele lembra, inclusive, de ir ao supermercado no início da pandemia e ver a prateleira de leite condensado vazia.


"As pessoas estavam muito ansiosas e acabaram procurando alimentos que são ricos em açúcar em busca de um bem-estar momentâneo", diz o nutricionista, ao recordar também o aumento da produção de pão caseiro.

A armadilha disso, diz Motta, é resolver os problemas emocionais comendo doce ou carboidrato. "Tentam resolver uma coisa que estão sentindo com um chocolate e dizem que estão merecendo comer todo dia. Quando você para ou diminui [atividade física], isso mexe com o metabolismo. Ao parar a atividade, tem que ter uma mudança na alimentação."


Motta recomenda que as pessoas mantenham a rotina que faziam antes da pandemia -fazer o mesmo número de refeições ao dia e nos mesmos horários, por exemplo. Para evitar o ganho de peso, ele orienta a ingestão de alimentos mais saudáveis, como frutas e iogurte desnatado em vez de um chocolate, hambúrguer ou alimento ultraprocessado, rico em açúcar e gordura saturada.


Outra estratégia destacada por ele é se organizar no final de semana para planejar as refeições da próxima semana. Com relação à fome emocional, Motta diz ser preciso trabalhar a ansiedade e o estresse -uma dica é parar por cinco minutos, quando sentir fome, e fazer outra atividade para passar.


"Se a fome persistir, você recorre à comida, do contrário você vai perceber que não era fome", afirma. Mas se o objetivo é eliminar o peso conquistado, ele explica ser preciso uma reeducação alimentar, sem restringir grupos de alimentos, para não baixar a imunidade e perder a energia. "É preciso respeitar o seu corpo, o tempo do seu corpo e do organismo."

Fonte: Notícias ao Minuto
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp