Domingo, 13 de Junho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

24°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
Marcelo Barradas
Marcelo Barradas
Notícias com Marcelo Barradas
Política Política
12/05/2021 15h33
Por: Bruna Sampaio

Deputada Teresa Britto diz que gestão de Dr. Pessoa é 'um desastre'

Foto: Divulgação/Alepi
Foto: Divulgação/Alepi

A deputada Teresa Britto (PV) afirmou na sessão híbrida de hoje (12) da Assembleia Legislativa que esperou quase cinco meses para dar a sua opinião a respeito da administração do prefeito de Teresina, José Pessoa mLeal, o "Dr. Pessoa". A oradora classificou que a gestão como "um desastre" e disse já sabia que seria assim desde a campanha eleitoral, quando o seu partido  - o PV – apoiou a chapa do professor Kléber Montezuma (PSDB).

“Ele [Dr. Pessoa] está desmontando a saúde pública, seguindo o exemplo do governador Wellington Dias. São muitos contratos precários, sem a existência sequer de um teste seletivo, sem salário definido, sem previdência e direitos trabalhistas. Quando Wellington começou o governo tinha servidores precários com 18 meses de atraso nos salários e a Fundação Municipal de Saúde está no mesmo caminho. Eles contratam de qualquer jeito”, reclamou.

Segundo a parlamentar, nos próximos dias vai propor uma audiência pública na Assembleia Legislativa com a presença dos representantes da Secretaria Estadual de Saúde e da Fundação Municipal de Saúde para discutir esses contratos precários, pois no Estado eles já passam de três mil e na prefeitura ainda não se sabe quantos são.

Continua depois da publicidade

“Estão implantando um modelo falido e desastroso. O que mais incomoda é que o prefeito é um médico e deveria ter mais atenção. Mas, quando ele foi diretor do Hospital do Satélite foi um desastre completo, ao ponto do então prefeito Sílvio Mendes demiti-lo apenas quatro meses depois dele ter assumido”, revela.

Teresa Britto lembrou quando ela e Pessoa eram vereadores, quando ela fazia constantes fiscalizações no Hospital de Urgência de Teresina, mas o então parlamentar nunca a acompanhou como membro da Comissão de Saúde. “Ele só ia lá fazer as cirurgias dos seus eleitores. Naquele tempo morriam em média 25 pessoas por dia no HUT”, disse.

A deputada disse que a partir de agora vai fiscalizar todos os atos da administração municipal e considerou que os teresinenses erraram feio ao eleger Dr. Pessoa. “O povo de Teresina merece respeito. Vejam o que aconteceu esta semana com a cultura, um absurdo sem tamanho. Daqui há pouco será com a educação, que na gestão do saudoso Firmino Filho foi considerada a melhor do Brasil. Vai ficar igual a do Estado, sem atualização de salários, sem internet e com prédios deteriorados”.

Ao final, ela pediu que o prefeito sente e reflita. Que procure ajuda de quem entende de administração, pois a maioria dos secretários ninguém nem sabe quem é. “A secretária de Assistência Social, dizem, pode entender de tudo, menos de assistência social. Prefeito, acorde cedo, vá às ruas, converse com o povo para saber dos problemas, sue a camisa”, aconselhou.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp