Domingo, 25 de Julho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

34°

18° 35°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Policial
R10 Policial
Tudo sobre notícias policiais do Brasil e do mundo.
Polícia Feminicídio
14/06/2021 11h17 Atualizada há 1 mês
Por: Francine Dutra

Mulher assassinada pelo ex-marido sofria ameaças, diz delegada

A delegada Luana Alves, responsável pela investigação do assassinato de Ana Valeska Araújo de Moraes, morta a tiros pelo ex-marido no último sábado (12), em frente a uma loja na zona leste de Teresina, detalhou que a vítima vinha sofrendo ameaças constantes de Wagner Dias de Freitas, autor dos disparos.

Durante a investigação foi identificado que a vítima estava sendo escoltada por seguranças armados nos últimos meses, com medo das ameaças. A vítima trabalhava em uma distribuidora de medicamentos e pediu aos seguranças da empresa para realizarem sua escolta pessoal. 

Foto: Reprodução/Whatsapp
Foto: Reprodução/Whatsapp

No dia do crime, segundo informações repassadas por colegas de trabalho, ela havia dispensado o apoio porque não pretendia sair de casa, mas acabou tendo que fazer compras.

Continua depois da publicidade

Segundo a delegada, tudo indica que o autor do crime estava perseguindo a vítima, na espera de encontrá-la sozinha em algum momento.

Wagner Dias de Freitas possuía um carro, mas estava utilizando um carro alugado no momento em que matou a ex-mulher e tirou a própria vida. A suspeita é de que ele tenha alugado o veículo para não ser reconhecido por Ana Valeska.

A Polícia Civil iniciou nesta segunda-feira (14) a coleta de depoimentos de testemunhas e familiares do ex-casal. Câmeras de segurança do estabelecimento onde ocorreu o crime e os celulares dos dois também devem ser analisados. O caso segue em investigação

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp