Domingo, 25 de Julho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

29°

18° 35°

Teresina - PI

Últimas notícias
Teresina Teresina
21/06/2021 16h47
Por: Adriano Magno

Dr. Pessoa diz que falta de repasses compromete pagamento de servidores

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), disse durante entrevista a TV Cidade Verde nesta segunda-feira (21), que o município está com a situação financeira passando por dificuldade, e estaria difícil arcar com as despesas, inclusive com pagamento de servidores de todas as áreas da prefeitura.

Dr. Pessoa disse que os repasses do governo federal e estadual, para a saúde do município não estariam sendo feitos em sua totalidade. O tema foi debatido com o secretário de saúde, Florentino na manhã desta segunda.

Dr. Pessoa diz que falta de repasses compromete pagamento de servidores

"A constituição diz que 15%, é de obrigação das prefeituras (gastos com a saúde). Estamos gastando 43,58% da receita líquida com saúde. Em torno de 3 vezes mais. Isso é inaceitável. Tem uma falha do governo federal, mas também do governo estadual. Por isso eu trouxe também esse desejo de conversar com o governo estadual", disse.

Continua depois da publicidade

De acordo com o gestor, só do governo do estado a falta de repasse chega a R$ 17 milhões.

“De repasse do governo estadual em torno de R$ 17 milhões nesse quadrimestre. Do governo federal são R$ 177 milhões. Estamos numa situação difícil, inclusive para honrar a responsabilidade com os trabalhadores de um modo geral. A situação chegou até a comprometer o pagamento dos funcionários. Onde é que está o gargalo? No governo federal e no estadual", afirmou.

Durante a entrevista, Dr. Pessoa afirmou que teve problemas com o secretário de planejamento, João Henrique no começo da administração.

“Logo no início da administração eu tive um pequeno problema de comunicação com ele e eu pedi desculpa. Um cidadão como João Henrique cabe em qualquer lugar da República. Eu achava que ele queria mandar na prefeitura. Teve esse negócio, mas que já foi superado”, afirmou.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp