Domingo, 25 de Julho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

32°

18° 35°

Teresina - PI

Últimas notícias
Vereadores
Vereadores
A coluna de notícias dos Vereadores
Polícia Em sabatina
25/06/2021 09h45
Por: Francine Dutra

Vereador Aluísio Sampaio sugere ampliação da cobertura de esgoto em THE

Em sabatina realizada na Câmara Municipal de Teresina (CMT) nessa quarta-feira (23), com o ex-secretário de Governo Adolfo Nunes, que assumiu o comando da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos de Teresina (ARSETE), o vereador Aluísio Sampaio (Progressistas) fez alguns questionamentos e sugestões para a atuação do então presidente à frente da agência reguladora. O parlamentar pontuou problemas de saneamento básico da cidade e sugeriu atenção maior à cobertura da rede de esgoto e abastecimento de água, em regiões precárias.

A sabatina contou com a participação de parlamentares da casa, que discutiram o papel da Arsete e gargalos do meio ambiente em Teresina. "Quero sugerir uma atenção especial à cobertura da rede de esgoto, porque o saneamento básico é questão de saúde, ambiental e econômica, pois diminui a incidência de doença na cidade e vai contribuir para a despoluição dos rios, principalmente. A rede de esgoto vai permitir que a cidade possa se verticalizar e crescer principalmente na região sul de Teresina, onde a sua cobertura é inexistente em boa parte dos lares. Peço atenção neste tema, foco para atingir cobertura de 100% no cronograma que foi planejado e na continuidade da estruturação da Arsete, no que diz respeito à cobrança social de seu papel", disse.

Foto: Reprodução/Ascom
Foto: Reprodução/Ascom

Atualmente, Teresina conta com cobertura de 35% da rede de esgoto, índice ainda bastante inferior ao desejado para a cidade. Sampaio comenta a necessidade de contratação de profissionais técnicos para atuação no setor. "A cidade de Teresina tem uma precariedade muito grande na questão da cobertura de esgoto. Quando iniciamos a nossa atuação parlamentar, a rede em Teresina era de 17%, hoje está em 35% e o ganho maior é na ampliação desta cobertura, que precisa ser cobrada e fiscalizada pela a Arsete.  Assim como outros gestores, que já passaram por essa pasta, Adolfo Nunes deve investir na contratação de profissionais que são técnicos, para que possa ser assessorado e cobrar cada centavo que a população de Teresina vai precisar", conclui o Progressista.

Continua depois da publicidade
Fonte: Ascom
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp