Sábado, 31 de Julho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

28°

23° 35°

Teresina - PI

Últimas notícias
Saúde
Saúde
Encontre aqui notícias sobre saúde e bem-estar.
Saúde Evite!
06/07/2021 12h17 Atualizada há 3 semanas
Por: Francine Dutra

Veja os efeitos negativos do refrigerante no metabolismo

Não é novidade dizer que os refrigerantes fazem mal. A bebida tem vindo a ser associada a um maior risco de obesidade e vários outros problemas de saúde. Porém, como explica a Eat This, Not That!, a aumento de peso que resulta do consumo de refrigerantes não se deve apenas ao excesso de calorias do açúcar. Em parte, também pode ter a ver com a forma como os açúcares do refrigerante afetam o seu metabolismo.

É que os açúcares adicionados podem realmente desacelerar o metabolismo. Falamos, mais concretamente, da frutose, o açúcar frequentemente usado em refrigerantes.

Foto: Internet
Foto: Internet

Um estudo de 2012 mostrou que as pessoas que bebiam bebidas adoçadas com frutose diminuíram significativamente o número de calorias que queimavam diariamente, ou seja, o metabolismo desacelerou, em comparação com pessoas que não consumiam bebidas adoçadas com frutose.

Continua depois da publicidade

Quando a frutose passa pelo sistema digestivo, ela vai para o fígado, onde é convertida em gordura. Isso aumenta os níveis de triglicerídeos. Tanto o aumento de peso devido ao excesso de calorias em refrigerantes quanto os altos níveis de triglicerídeos devido ao excesso de frutose fazem parte da síndrome metabólica. Esse conjunto de sintomas metabólicos aumenta o risco de doenças cardíacas, diabetes e derrame.

Fonte: Notícias ao Minuto
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp