Quinta, 26 de Maio de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

25°

23° 34°

Teresina - PI

Últimas notícias
Visão Notícias 360º
Visão Notícias 360º Nosso maior objetivo é levar notícias, fatos, á população e leitores de amplo setores social, econômico de modo geral, com relevância de maneira imparcial, sem compactação político partidária, religioso, cultural, étnicas ou condições financeira em nosso municípios e municípios circunvizinho. Deixamos bem claro que, fatos ou atos onde ocorra violência entre familiares só serão publicadas com o acionamento da polícia ou algum membro das partes dos familiares sob suas respectivas responsabilidade
Cidades Cidades
13/07/2021 15h42 Atualizada há 10 meses
Por: Visão Notícias 360º

13 de julho o Estatuto da criança e do adolescente completa 31 anos

Nesta terça-feira, 13 de julho, o Estatuto da Criança e do Adolescente comemora 26 anos de criação. O ECA foi instituído pela Lei 8.069, de 1990, e regulamenta os direitos das crianças e dos adolescentes inspirado pelas diretrizes fornecidas pela Constituição Federal.

O Estatuto estabelece os direitos e deveres de menores de 18 anos e protege as crianças e adolescentes em todo o país, principalmente nas áreas de educação, saúde, trabalho e assistência social. Muitos avanços foram ocasionados pelo Estatuto, entre eles o aumento no número de denúncias de maus tratos infanto-juvenis e punições aos agressores.

13 de julho o Estatuto da criança e do adolescente completa 31 anos

Segundo o ECA, é considerado criança quem tem até 12 anos incompletos. Já entre 12 e 18 anos são adolescentes. O estatuto define que esta faixa etária têm direito à vida, saúde, alimentação, educação, esporte, cultura e liberdade. Eles têm também direito ao atendimento prioritário em postos de saúde e hospitais e devem receber socorro em primeiro lugar no caso de acidente de trânsito, incêndio, enchente ou qualquer situação de emergência.

Continua depois da publicidade

Os direitos das crianças começam antes mesmo do nascimento. As gestantes devem ter bom atendimento médico na rede pública de saúde e, depois de dar à luz, têm direito a condições de trabalho adequadas para a amamentação, como horário especial e local silencioso.

Nenhuma criança ou adolescente pode sofrer maus tratos: descuido, preconceito, exploração ou violência. Os casos de suspeita ou confirmação de maus tratos devem sempre ser comunicados a um Conselho Tutelar, órgão ligado à prefeitura e formado por pessoas da comunidade.

Só em 2015, Mais de 17,5 mil crianças e adolescentes podem ter sido vítimas de violência sexual no Brasil, quase 50 por dia durante um ano inteiro. Os números são relativos às denúncias feitas ao Disque-Denúncia Nacional, Disque 100.

Os governos (federal, estadual e municipal), a sociedade, a comunidade e a família têm a responsabilidade de garantir o direito à vida e à saúde das crianças e adolescentes. Ter saúde também é estar na escola, alimentar-se bem, ter amigos, brincar, divertir-se, fazer alguma atividade física. Toda criança e adolescente tem o direito de ser atendido na rede de saúde, como nos postos de saúde, nos ambulatórios, nas equipes de saúde da família e nos hospitais que fazem parte do SUS – Sistema Único de Saúde.

Fonte: Fonte: Blog da Saúde / Agência Brasil
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp