Quarta, 22 de Setembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

38°

23° 38°

Teresina - PI

Últimas notícias
Marcelo Barradas
Marcelo Barradas
Notícias com Marcelo Barradas
Piauí Piauí
13/07/2021 16h33 Atualizada há 2 meses
Por: Cristina

Setur do PI se confunde com DER; mais de 40 licitações só para pavimentação

Com a pandemia da Covid-19, um dos setores mais afetados pelos decretos de lockdown e distanciamento social para conter a pandemia, foi o Turismo.

No Piauí, a pasta que é gerida pelo deputado estadual, Flávio Nogueira Júnior (PDT), manteve sua atuação longe do protagonismo necessário para ajudar o setor.

Flávio Nogueira Jr.
Flávio Nogueira Jr.

Em uma breve análise feita pelo PortalR10, no mural de licitações do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, constatamos que, de março de 2020 até junho de 2021, dos mais de 40 processos licitatórios realizados pela pasta, 100% foram para pavimentação de vias, em cidades do Piauí.

Continua depois da publicidade

Investimento em infraestrutura é tão importante, quanto o socorro ao setor turístico do estado, além de incentivo para quem investe no turismo piauiense, e planejamento para atrair e colocar o estado na rota do turismo nacional e internacional.

Para a cientista política, Beatriz Ribas em muitas regiões do Piauí, o meio de sobrevivência é o turismo local, e esse público sofre com a falta de políticas públicas direcionadas.

Além de um problema sanitário, a pandemia gerou um problema econômico. De acordo com o IBGE, o setor de turismo apresentou uma queda de mais de 30% em suas atividades até 2020. O turismo foi altamente comprometido em virtude das medidas de lockdown adotadas pelos governos locais. Em muitas regiões do Piauí, o principal meio de sobrevivência para os moradores é o turismo local. Neste contexto, caberia à Secretaria de Turismo do Estado, por exemplo, realizar o planejamento de políticas eficientes e, em tempo mais hábil possível, que pudessem amenizar os efeitos negativos sentidos pelos profissionais deste setor, tais como: falência de estabelecimentos e aumento do desemprego. Na retomada das atividades turísticas, muitos profissionais estão enfrentando problemas para se reestabelecer, problemas estes que foram acentuados pela ausência de políticas públicas direcionadas”.

Pouco mais de um ano de pandemia, e a primeira ação efetiva desenvolvida pela Setur, para ajudar os profissionais de turismo, precisou de uma parceria do Rally Sertões para arrecadar doações de cestas básicas e a Setur apenas distribuir.

Com a orla da praia de Atalaia em Luís Correia abandonada pelo poder público, a falta de estrutura de pontos como o Caju rei em Cajueiro da Praia e tantas outras ações que precisam de investimentos da Secretaria de Turismo do Piauí. O secretário segue pavimentando ruas em cidades que não estão como rotas turísticas, apenas para apadrinhar seus prefeitos com o calçamento que gera populismo.

Só para o mês de agosto deste ano, estão previstas três licitações. Uma delas com o valor orçado em mais de R$ 1,5 milhões, para pavimentação em paralelepípedo em diversas ruas no município de Juazeiro - PI.  Outra marcada para o dia 11 de agosto, com o valor previsto de R$ 1.199.511,85, (um milhão, cento e noventa e nove mil, quinhentos e onze, e oitenta e cinco centavos para pavimentação em paralelepípedo em diversas ruas no município de Passagem Franca - PI.

Pelo menos com pavimentação a Secretaria de Turismo do Piauí sabe investir, mesmo sendo em municípios que não tem potencial turístico. 


 

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp