Sábado, 18 de Setembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

30°

22° 37°

Teresina - PI

Últimas notícias
Blog do Lucão
Blog do Lucão Fique por dentro de tudo que acontece na região.
Cidades Policial
26/07/2021 11h07 Atualizada há 2 meses
Por: Blog do Lucão

Polícia prende mais uma envolvida na execução das duas jovens em Timon

A Polícia Civil do Maranhão, através da Delegacia de Homicídios de Timon, prendeu na noite de sexta-feira a oitava envolvida na morte das jovens Joyce e Maria Eduarda. 

A foragida KARINA ELLEN DO CARMO SOUSA, vulgo ESMERALDA foi presa na Vila Boa Esperança, Dirceu Arcoverde, em Teresina. KARINA recebeu o codinome de ESMERALDA na organização criminosa, foi a pessoa que levou o "cassetete" utilizado nas torturas e mortes das jovens e aparece em vídeos durante os interrogatórios. 

Mikaele e Morena estão com prisão decretada, porém foragidas.
Mikaele e Morena estão com prisão decretada, porém foragidas.

Foragidas

A polícia informou que outras duas envolvidas tiveram prisão decretada por não comparecer as intimações, se trata de LUZILENE FERREIRA DOS SANTOS, vulgo MORENA, que é companheira de um faccionado conhecido por BATATA. LUZILENE era residente na Zona Sul de Teresina-PI e pode ter fugido para cidades vizinhas do Piauí. 

Solta da Audiência de Custódia

Outra foragida é MIKAELLE FERNANDES DA SILVA, vulgo MIKA ou CHARMOSA, residente na Vila da Paz. CHARMOSA foi presa pelos policiais da DH/Timon, foi dado cumprimento ao mandado de prisão e ao mesmo tempo foi autuada em flagrante na posse de 44 (quarenta e quatro) pedras de crack. Foi apresentada na Central de Flagrantes de Teresina-PI e após procedimentos, encaminhada ao Presídio Feminino de Teresina. Durante audiência de custódia MIKAELLE foi colocada em liberdade, mas deveria ficar presa por conta do mandado de prisão do Maranhão, o que não foi observado no Sistema Prisional e colocada em liberdade por equívoco. 

Os policiais disseram que a ação pra prender MIKAELLE durou 2 dias de vigilância e no momento da ação, MIKAELLE tentou fugir pulando muros e telhados na Vila Costa Rica.

A polícia civil esclarece que a ajuda da população tem sido fundamental na resolução deste crime bárbaro e de outros e que denúncias podem ser feitas através do telefone (99) 98447-1057 ou qualquer unidade policial.

PUBLICIDADE:

+

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp