Sábado, 18 de Setembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

25°

23° 37°

Teresina - PI

Últimas notícias
OAB-PI
OAB-PI
Notícias sobre o que acontece na área da advocacia piauiense.
Cidades Cidades
06/08/2021 10h01
Por: Cristina

Em reunião com TRT-PI, OAB Piauí cobra agilidade no pagamento de precatórios

Em reunião com o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-PI), a OAB Piauí deliberou sobre a demora no pagamento de precatórios aos Advogados (as). O encontro foi realizado de forma virtual, nessa sexta-feira (05), e reuniu o Advogado José Wilson, o Chefe da Seção de Precatórios, Cícero Oliveira, e o Juiz Auxiliar da Presidência, Adriano Craveiro.

Para o Presidente da OAB Piauí, Celso Barros Coelho Neto “o problema da demora dos precatórios vem prejudicando sobremaneira as partes e os Advogados(as) que já sofrem com a demora para que o processo finalize e têm enfrentado a burocracia para a conclusão dos pagamentos”, pontuou.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

De acordo com o Advogado José Wilson, na reunião ficou estabelecido que será feito um relatório indicando as datas determinadas para o repasse dos pagamentos dos precatórios da conta do TJ para a do TRT. E, também, qual o prazo estabelecido para esse crédito junto aos bancos responsáveis pelo repasse final ao Advogado ou Advogada.

Continua depois da publicidade

“Em muitas situações, o banco está prorrogando o prazo para o pagamento. Há Advogados (as) que reclamam que existe dificuldade no repasse. Por exemplo, nos valores acima de R$ 100 mil, os bancos exigem o prazo mínimo de 30 dias para fazer o repasse. Não podemos aceitar isso”, pontuou José Wilson.

Durante a reunião, ficou definido ainda que, após o dia 20 deste mês, será realizado um novo encontro, através da Presidência do Tribunal de Justiça. Mas, desta vez, com os superintendentes da Caixa Econômica e do Banco do Brasil. A finalidade é exigir que não haja demora no pagamento dos precatórios, para que Advogadas e Advogados não sejam prejudicados.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp