Terça, 07 de Dezembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

32°

25° 34°

Teresina - PI

Últimas notícias
Esportes
Esportes
Tudo sobre esportes no Piauí, Brasil e no Mundo.
Esportes Após polêmica
07/09/2021 09h24 Atualizada há 3 meses
Por: Francine Dutra

Fifa abre procedimento disciplinar sobre Brasil x Argentina

A Fifa abriu nessa segunda-feira (7) procedimento disciplinar para investigar a suspensão do jogo entre a seleção brasileira e a Argentina, no domingo, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022. A CBF já foi notificada e tem seis dias para apresentar sua defesa. A informação foi divulgada inicialmente pelo UOL e confirmada pelo Estadão.

O Comitê Disciplinar vai apurar as causas da suspensão da partida, interrompida aos 5 minutos do primeiro tempo, quando agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com apoio da Polícia Federal, entraram no gramado da Neo Química Arena, em São Paulo.

Foto: Internet
Foto: Internet

O comitê vai enquadrar a situação no artigo 14 do seu Código Disciplinar, que trata de jogos abandonados ou que não foram concluídos. O item prevê como punição mínima uma multa de 10 mil francos suíços, equivalente a R$ 56 mil. E pode definir que a partida será retomada ou dada como derrota para um dos lados.

Continua depois da publicidade

A estratégia da CBF, desenhada desde a noite de domingo, é se isentar de qualquer responsabilidade quanto à decisão da Anvisa de entrar no gramado e reforçar que contribuiu com as autoridades locais para informar a Associação de Futebol Argentino (AFA) sobre as regras sanitárias nacionais durante a pandemia de covid-19.

Para tanto, a CBF já emitiu duas notas oficiais sobre o tema, uma delas, mais contundente, nesta segunda. Nela, a entidade revelou ter enviado três avisos aos argentinos sobre as regras sanitárias nos dias 5 de julho, 11 de agosto e 2 de setembro. Ao mesmo tempo, a CBF confirmou que estava presente na reunião que a Anvisa teve com representantes argentinos e da Conmebol, no sábado, véspera do jogo.

No encontro, a agência apontou o descumprimento das regras por parte dos argentinos e determinou a quarentena dos jogadores Emiliano Martinez, Emiliano Buendia, Giovani Lo Celso e Cristian Romero. O quarteto entrou de forma irregular no Brasil porque não teriam informado que estiveram no Reino Unido nos 14 dias anteriores. De acordo com a portaria interministerial nº 655, de junho de 2021, viajantes estrangeiros que tenham passagem, nos últimos 14 dias, por Reino Unido, África do Sul, Irlanda do Norte e Índia estão obrigados a cumprir quarentena para evitar a disseminação de novas variantes do coronavírus no Brasil.

A CBF revelou até detalhes sobre a reunião que podem prejudicar a Argentina na investigação do caso pela Fifa. De acordo com a confederação brasileira, os argentinos descumpriram as orientações da Anvisa durante o próprio encontro, em que as autoridades brasileiras explicavam que os quatro jogadores deveriam estar em quarentena, após entrarem de forma irregular no País.

"Após a reunião, quando solicitada a presença dos atletas, os agentes da Vigilância de Saúde foram informados que os jogadores haviam saído para o treinamento, descumprindo orientação passada durante a reunião. O órgão informou o descumprimento à Agência Nacional de Vigilância Sanitária e ao Ministério da Saúde, responsáveis pela análise do pedido de excepcionalidade encaminhado pela Conmebol em nome da AFA", informou a CBF.

Ao mesmo tempo, a entidade deve insistir que a seleção brasileira não deixou o gramado do estádio corintiano após intervenção da Anvisa, demonstrando que poderia seguir com o jogo, enquanto os argentinos não voltaram mais do vestiário. E foi embora do estádio sem retornar ao gramado.

Os argentinos, por sua vez, alegam que a culpa pela suspensão da partida é das autoridades brasileiras, o que, na sua avaliação, deve gerar punição à seleção brasileira com a perda de três pontos na tabela das Eliminatórias. A argumentação deve se centrar na interferência externa, o que geralmente causa a punição do time da casa.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp