Quinta, 21 de Outubro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

32°

25° 37°

Teresina - PI

Últimas notícias
Famosos
Famosos
Tudo sobre o mundo das celebridades.
Entretenimento Durante a madrugada
28/09/2021 12h10
Por: Francine Dutra

Nego do Borel publica vídeo chorando após expulsão de 'A Fazenda 13'

Após a expulsão da 13ª edição do reality A Fazenda (Record), o cantor Nego do Borel, apareceu chorando em seus Stories no Instagram, na madrugada desta terça-feira (28), falando que sente saudades dos colegas que fez no programa.

"Nunca senti tanta saudade de homem, mano. Tanto homem junto", começou. "Eu tô com saudade do Gui, Mussunzinho, Vitão, Erasmo... Eu tô com saudade dos caras, mano. Não aguento nem ver as fotos deles. O vídeo do Tiagão chorando por causa de mim", continuou o músico.

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

Ele seguiu dizendo que no início do programa, os confinados foram orientados a não se aproximarem dele, mas que mesmo assim eles criaram uma relação. "[Eles] foram orientados para não chegarem perto de mim e quando você vê que você chega no lugar e conquista a pessoa, mesmo com toda dificuldade."

Continua depois da publicidade

Nego encerrou o registro dizendo novamente que sente saudade dos amigos e compartilhou o momento que o cantor sertanejo Tiago Piquilo aparece chorando, ao som da música "Trem Bala" da cantora Ana Vilela.

Neste domingo (26), o cantor havia feito um longo desabafo sobre a expulsão do reality, falando sobre as acusações que vem sofrendo e culminaram na expulsão dele de A Fazenda (RecordTV). Ele atacou a ex-namorada, Duda Reis, sem citar o nome da jovem e disse que está passando por um momento emocionalmente difícil.

"Fui acusado de ser racista. Venho da favela, sou preto, minha família é preta. Eu nem tenho argumento para isso", disse o cantor, reclamando que seu lado nas polêmicas em que se envolve nunca é ouvido. "Todas essas coisas que venho sendo acusado e provando o contrário, junto com a polícia, não têm tido valor porque mesmo assim as pessoas vem me julgando e atacando. Estou sentindo que minha voz não vale nada. Hoje eu vejo o preconceito, o racismo escancarado na nossa sociedade", lamentou.

No início da tarde desta segunda (27), a equipe da modelo Dayane Mello, 32, divulgou nota afirmando que "todas as medidas judiciais cabíveis estão sendo tomadas para que a participante de A Fazenda 13 "tenha todo amparo legal reservado às mulheres que sofrem violência sexual".

A Polícia Civil de São Paulo abriu uma investigação para apurar o ocorrido. No domingo, a equipe da modelo já tinha publicado uma nota de repúdio direcionada à RecordTV e à produção de A Fazenda 13. Eles argumentam no comunicado que a forma como foram contados os fatos que culminaram com a saída de Nego do Borel do reality foi banalizada e que "colocaram a vítima como vilã."

A nota começa comentando a expulsão do funkeiro e chama a edição da atração deste sábado (25) de "triste e absurda". "Segundo o programa exibido, o resumo da noite da vítima foi correr atrás do homem que a violentou, dando indícios e sinais afirmativos para que o mesmo se sentisse livre para praticar o ato. Mostrando uma narrativa dos fatos, na qual colocam a vítima do abuso como alguém que buscou se colocar naquela situação, além de romantizarem todo o ocorrido", inicia.

O comunicado ressalta que a edição do programa ignorou que a modelo já trocou selinhos e carícias com Aline Mineiro e que o estado de embriaguez no qual Dayane se encontrava foi ignorado. A nota ressalta que ela precisou da ajuda de quatro pessoas para conseguir se vestir.

"Esconderam dos olhos do público as diversas vezes que Dayane disse para parar, que não podia e não queria. Não mostraram as falas repugnantes do participante falando que precisava de concentração para seu órgão íntimo ficar rígido o suficiente para praticar atos sexuais", salienta o anúncio, que finaliza criticando a exposição da conversa na qual ela fala sobre o ocorrido com a produção da atração.

"São tantas lacunas que não foram preenchidas e distorções exibidas pela edição do programa, que apenas uma nota não seria o suficiente para expor", diz a equipe ao final do anúncio.

ENTENDA O CASO

A Record decidiu expulsar o cantor Leno Maycon Viana Gomes, o Nego do Borel, do reality A Fazenda 13 neste sábado (25). A decisão aconteceu após os espectadores acusarem o participante de supostamente estuprar a modelo Dayane Mello na madrugada do mesmo dia, após a segunda festa do programa.

Em nota oficial enviada à coluna Zapping, a Record afirmou que "diante dos fatos apurados, a direção da Record TV decidiu pela retirada do Nego do Borel da competição". A emissora também informou que a participante passou por atendimento psicológico.

Circulam nas redes sociais trechos de vídeos dos peões no quarto após a comemoração. Dayane aparentava estar muito bêbada e outros participantes a ajudaram a se trocar e a se deitar.

Em uma das imagens, MC Gui, 23, aparece perguntando se ela gostaria de ficar onde estava, com Nego do Borel sobre ela, ou ir para a cama dela. "Papo sério, se ela não quiser sair, você sai, Nego", ele disse, e alegou ser melhor para evitar problemas.

Ao fundo, vozes femininas afirmavam que ela estava "totalmente bêbada" e concordam com a instrução. Em outro vídeo, Borel está deitado ao lado de Dayane, a abraçando, e outros participantes tentam afastá-lo, enquanto o cantor pede: "Calma aí".

Um dos trechos mais sérios é o que mostra o quarto durante a madrugada, com os demais participantes dormindo. As limitações da câmera não permitem que as imagens e o áudio sejam claros.

Segundo o público, nos trechos, Nego do Borel estaria na cama com Dayane, que não reagia por estar inconsciente. Há sons que parecem gemidos e, em alguns momentos, é possível ouvir a voz da modelo, quase inaudível, murmurando que tem uma filha.

Fonte: Notícias ao Minuto
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp