Quinta, 09 de Dezembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

29°

25° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Policial
R10 Policial
Tudo sobre notícias policiais do Brasil e do mundo.
Geral Inspeção
04/10/2021 09h11
Por: Francine Dutra

MPPI constata falta de equipamentos e profissionais no Hospital Infantil

Na última quinta-feira (30), a 12ª Promotoria de Justiça de Teresina, por meio do promotor responsável, Eny Marcos Pontes, realizou inspeção no Hospital Infantil Lucídio Portella (HILP), em Teresina. A visita faz parte de um trabalho que vem sendo desenvolvido pela 12ª PJ para acompanhar a reforma e a ampliação do HILP.

O promotor de Justiça já havia visitado o Hospital Infantil em 2019 e constatado diversos problemas. Hoje, no contexto de pandemia e com a recente reforma do local, houve um avanço na estrutura física, mas o hospital ainda não está em pleno funcionamento, pela carência de recursos humanos e equipamentos.

Foto: Reprodução/MPPI
Foto: Reprodução/MPPI

Com a ampliação do local, a capacidade de leitos de unidade de terapia intensiva aumentou de 9 para 18. No entanto, o promotor Eny Marcos Pontes constatou que não há insumos, equipamentos e equipe para que os novos espaços funcionem. São nove leitos de UTI desocupados por conta dessa realidade. Além disso, também há salas de enfermaria que não estão funcionando por conta da falta de médicos, enfermeiros e técnicos.

Continua depois da publicidade

“Após a reforma, o espaço aumentou. Em contrapartida, reduziram o corpo de funcionários em aproximadamente 30%. Dessa forma, houve a inauguração de novos espaços, mas que não têm como funcionar. A contratação de mão de obra é urgente e a preferência é que a via seja por concurso público”, explicou o promotor de Justiça.

Também participaram da inspeção o médico auditor do MPPI Celso Pires; o assessor da 12ª PJ, Gabriel Amável; a diretora técnica assistencial do HILP, Leiva de Souza Moura; a coordenadora hospitalar, Emília Maria Silva Alves; a diretora clínica, Lorena Patrícia Leal; a coordenadora de enfermagem, Tuanhy Nardine Carvalho; a enfermeira do Gerenciamento de Riscos, Maria Dalva de Alencar; o gerente médico da UTI pediátrica do HUT, Carlos Leonardo e Bento dos Santos; e o superintendente da rede de urgência da SESAPI, Telmo Mesquita.

Fonte: MPPI
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp