Sábado, 16 de Outubro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

31°

23° 39°

Teresina - PI

Últimas notícias
Piauí Piauí
13/10/2021 18h00
Por: Cristina

"Perda de R$ 24,1 bilhões", diz Wellington sobre mudança no ICMS do combustível

A polêmica em torno dos preços dos combustíveis parece longe de acabar. Às vésperas da votação sobre a mudança do ICMS dos combustíveis na Câmara dos Deputados, o governador do estado do Piauí, Wellington Dias (PT), reagiu a proposta.

Pela proposta, o valor do imposto seria calculado a partir da variação do preço dos combustíveis nos dois anos anteriores. A expectativa para o governo federal, é que tenha uma redução imediata de 8% no preço da gasolina, 7% no do álcool e 3,7% no do óleo diesel.

Wellington Dias - Ascom
Wellington Dias - Ascom

Para o Presidente do Consorcio Nordeste e Coordenador no Fórum Nacional de Governadores, caso a proposta seja aprovada, haverá uma perda de mais de R$ 20 bilhões para estados e municípios.

Continua depois da publicidade

“Pelos estudos do Conselho dos Secretários de Fazenda dos estados, há sim uma perda, não é deixar de ganhar, é uma perda de R$ 24,1 bilhões para Estados e municípios, e em um momento delicado do país", avaliou o governador do Piauí. 

Wellington defende maneiras para solucionar o problema, como a de capitalizar o fundo de equalização dos combustíveis

“Por que que não se trabalha com muita força a proposta que o próprio ministro Paulo Guedes e agora o próprio Bolsonaro já admitiram? De capitalizar o fundo de equalização dos combustíveis. Isso sim, faz cair o preço da gasolina para aproximadamente quase R$4,50 e não apenas 40 centavos como é essa proposta da Câmara. Na verdade, a gente tem que trabalhar mesmo é pela reforma tributária e tem acordo dos governadores. Aqui sim, vai fazer a diferença”, defendeu Wellington Dias. 

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp