Segunda, 06 de Dezembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

34°

25° 36°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Utilidade Pública
R10 Utilidade Pública
Tudo sobre utilidade pública.
Teresina Teresina
21/10/2021 10h43 Atualizada há 2 meses
Por: Francine Dutra

SETUT diz que contrato de convenção coletiva deve acontecer apenas em 2022

Após a paralisação dos trabalhadores do transporte público na manhã desta quinta-feira (21), o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) informou que os empresários cumpriram com o pagamento dos funcionários dentro do prazo de 72 horas estipulado pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS), mas a convenção coletiva está prevista para acontecer apenas em janeiro de 2022.

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Estado do Piauí (Sintetro-PI) explicou que a categoria necessita da convenção coletiva para garantir os direitos dos trabalhadores.

Foto: R10
Foto: R10

Durante a pandemia, o valor do salário de cobradores e motoristas foi reduzido e os trabalhadores continuam recebendo menos do que recebiam antes da Covid-19, fora os tikets e planos de saúde que foram cortados no momento de maior necessidade. Atuamente, os funcionários alegam que estão recebendo o pagamento através de diárias. 

Continua depois da publicidade

Em nota, o SETUT acusou sindicato de utilizar a não assinatura da convenção coletiva como desculpa para promover paralisações, e que a questão trabalhista dos anos anteriores foi judicializada e os empresários estão protegidos por decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Veja a nota:

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) informa que referente às questões trabalhistas com os motoristas e cobradores de ônibus de Teresina, as empresas já cumpriram o o pagamento da folha da categoria dentro do prazo de 72 horas. A frota da ordem de serviço acordada com o ente municipal tem sido cumprida e foi toda colocada à disposição dos passageiros do transporte coletivo de Teresina.

A entidade reforça que não compactua e nem tem participação na paralisação dos trabalhadores. Para o Setut o Sindicato dos trabalhadores tem utilizado a não assinatura da Convenção Coletiva como pretexto e motivação para a promoção de paralisações. Importante ressaltar que a data base de assinatura de uma eventual convenção coletiva está prevista somente para janeiro de 2022. A questão trabalhista dos anos anteriores foi judicializada e os empresários estão protegidos por decisão do TST.

O Setut tem cumprido o seu papel com a sociedade e reforçado a prestação de serviços com qualidade, eficiência e agilidade no atendimento aos passageiros da cidade.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp