Domingo, 16 de Janeiro de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

27°

23° 30°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 municípios
R10 municípios Redação do Portal R10 / Equipe R10 Municípios
Cidades Educação
05/11/2021 15h48
Por: Marina Sousa

Educação de Massapê retoma aulas de forma presenciais da Rede Pública

A Educação de Massapê do Piauí retomou as aulas de forma presencial nas escolas da Rede Pública Municipal de Ensino. Diante desse novo momento, a retomada ainda é tímida, com a adesão gradual dos pais e alunos.

O município estava desde março do ano passado sem aulas presenciais em virtude da situação de emergência em saúde pública causada pela pandemia da Covid-19. Desde então, o ensino estava acontecendo de forma remota.

Educação de Massapê retoma aulas de forma presenciais da Rede Pública

Para que as aulas pudessem acontecer de forma segura para trabalhadores e alunos, a Secretaria de Educação preparou o ambiente escolar, adaptando espaços para higienização, ventilação, demarcou espaços, carteiras escolares, afixou cartazes informativos com orientações de prevenção do vírus, dentre outros.

Continua depois da publicidade

Também foram realizadas reuniões com as famílias em todas as escolas da Rede, com o objetivo de orientar e informar os pais e responsáveis sobre os protocolos que iriam ser adotados nas unidades com foco da biossegurança.

Na última segunda-feira, dia 1º de novembro, os alunos puderam retornar às salas de aula. Diferente de como era antes, agora, os alunos seguem protocolos sanitários.

A diretora da Escola Municipal João Manoel da Costa, Eliveste Firmina, a Vetinha, informou que além do protocolo orientado pela Secretaria Municipal de Educação, a escola também adotou medidas próprias.

A gestora escolar falou sobre as mudanças implementadas. “Compramos todos os equipamentos e materiais necessários, instalamos os lavatórios, totem pra álcool em gel, tapete de desinfecção, dentre outras adaptações. As normas a serem seguidas foram repassadas para os pais, funcionários e professores, e agora estamos colocando em prática com os alunos”, disse.

Professora Vetinha, gestora escolar

Logo na chegada, os alunos têm a temperatura corporal aferida, passam pelo tapete sanitizante, seguem até os lavatórios de mãos, e depois entram nas salas de aula, onde as carteiras estão demarcadas com os nomes de cada aluno. “A nossa escola funciona em dois turnos, manhã e tarde. Cada aluno tem sua carteira. A que é utilizada pela manhã não é utilizada a tarde. Todos os dias o aluno senta na mesma carteira”, destacou. Dentro das salas de aula também tem o álcool para higienização das mãos. A merenda escolar é servida por turma e a refeição é feita na sala de aula, na própria carteira.

Alunos lavam as mãos antes de entrar em sala de aula

Vetinha afirma que o ambiente escolar é seguro. “Estamos seguindo os protocolos orientados pelos órgãos de saúde e recomendados pela Secretaria de Educação”, disse.

A professora Paula Coutinho, no início da aula, repassou uma série de orientações para seus alunos, como lavar as mãos com água e sabão, não abraçar os colegas, não trocar de lugar, usar o próprio material, manter distância na fila. “Esses são os combinados da turma para dar adeus ao coronavírus”, disse.

Professora orienta alunos sobre cuidados preventivos

Para o secretário de Educação, Leonel Lopes, a retomada, neste momento, tem um papel importante, que é fazer com que os alunos voltem a ter rotina de estudo depois de 1 ano e 8 meses estudando apenas por meios remoto. “Parte dos alunos perderam esse apto. Então quanto mais tempo demora a voltar, mais esse problema se agrava”, disse.

Leonel Lopes, secretário de Educação

O gestor afirmou que as aulas estão ocorrendo com toda segurança possível, dentro dos protocolos recomendados pelos órgãos de saúde. “E podemos afirmar para as famílias que o espaço da escola é um local seguro, mais seguro que festas, lazer, mercados, praças e etc. E que é fundamental a criança voltar a ir à escola, pois a aprendizagem é melhor e o desenvolvimento cognitivo e emocional das crianças e adolescentes necessitam de convivência e interação com outras crianças e adolescentes, mesmo que ainda com restrições”, finalizou.

Mais imagens

Fonte: Ascom
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp