Quarta, 18 de Maio de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

29°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
Josely Ecologista
Josely Ecologista Correspondente no município
Cidades Cidades
13/11/2021 09h59 Atualizada há 6 meses
Por: Josely Ecologista

Fotógrafo Juscelino Reis e o Cientista Social Rubens Luna Visitam as Capadócias do Piauí

Uma Expedição Cravada na Memória

Expedição as Capadócias no Piauí
Expedição as Capadócias no Piauí

Há momentos que se tornam eternos e se fundem em nossa memória afetiva para o todo sempre de nossas vidas. Assim aconteceu com a Expedição Fotográfica aos atrativos naturais da Região da Grande Picos, Capital do Mel (distando 307 km da capital do estado Teresina), em especial, nos municípios de São José do Piauí e São João da Canabrava. No foco, estavam as formações rochosas ali existentes, hoje denominadas, respectivamente de Capadócia Nordestina e Capadócia Piauiense.

Continua depois da publicidade

Compunham o grupo de intrépidos expedicionários o renomado fotógrafo Juscelino Reis, o cientista social Rubens Luna, o picoense Genilson Ambientalista, arquiteta Patrícia e a empresária Nitta Cabelos. 

Cuja meta é elaborar um álbum fotográfico de qualidade a respeito dos aludidos atrativos ecoturísticos.

Chegaram em Picos à noitinha, do dia 05 deste, onde houve o lançamento do livro de fotografias “Piauí, Celeiro de Icônicas Paisagens”, composto de belas imagens do Piauí, garimpadas por Juscelino Reis,  por conjuntas com poesias de Luiz Ayrton Santos e Diego Mendes, um momento ímpar, realizado no saguão da galeria comercial Picos Center.

Acompanhe a emoção das visitas às Capadócias pela narrativa dos próprios visitantes.

No sábado, 06, bem cedo, já estávamos na estrada. De forma inesperada, o Altíssimo lançou sobre nós pancadas de chuva cá e lá, ao longo dos dois dias que se seguiram. Mais qual! Longe de atrapalhar, promoveu uma série de registros fotográficos tão especiais que será de impossível repetição. A explosão de cor com todos os matizes do verde, as flores da caatinga e do carrasco, os caldeirões transbordando a produzir espelhos d’água, o arenito molhado, límpido, reflexivo, o ar, o cheiro, a alegria nossa e da natureza”…

Na manhã daquele dia, a expedição contou com a companhia das caçadoras de trilhas, Arquiteta Patricia. O primeiro destino foi a Capadócia Nordestina, alcunha esta imposta pelo renomado jornalista da TV Globo Francisco José, quando o mesmo produziu um belo documentário a respeito anos atrás. O lugar é denominado pelos locais como Três Irmãos, ou mesmo Cidade Encantada. Entretanto, qualquer apelido que se dê, é pouco para expressar a magnificência do teatro natural que o Criador ali construiu, não uma cidade, mais uma megalópole, com arruamentos, quarteirões, grandes totens rochosos a nos rodear por todos os lados. Nam!! Palavras são insuficientes para transmitir a carga de emoção que aquilo nos enseja, só mesmo no presencial, rsrs.

Pernoitamos ali mesmo, onde fomos acolhidos pela família de seu Jose Miguel Alves, 71, e sua esposa, dona Júlia Alves, 68, com as irmãs Teresa Maria, 80, e Miguelina de Jesus, 90, além da filha Conceição Alves, 42. Digo, poucas vezes na vida pessoas foram tão bem acolhidas quanto a recepção que aquela doce família nos proporcionou, somos eternamente gratos. Educação, gentileza, gastronomia saborosa, doce de buriti, sembereba, a rede, o cheiro de chuva, o frio da noite, café com beiju e carne de porco, amor fraternal, regalias prá poucos.

Na manhã do domingo, 07, partimos para o segundo atrativo, a capadócia Piauiense, já no município de São João da Canabrava. Nesta nova aventura, contamos com o apoio do guia Josely Ecologista, 48, ambientalista pesquisador das riquezas das capadócias a décadas.

Anteriormente conhecida somente como Buriti das Éguas, o cenário se assemelha ao anterior, quando o processo erosivo deixou a mostra afloramentos rochosos monumentais, como que abraçando o vale onde se encontram as nascentes do rio Guaribas. Pontes de pedras, pináculos com formas exóticas nos põe a instigar a imaginação, um Cavalo de Tróia, um Dinossauro dormitando, um Falcão, imagética, ilusão, em cada ângulo um ser catatônico se mostra real e logo se esvai quando repetimos o olhar. Saímos de lá extasiados.

No começo da tarde voltamos ao primeiro ponto de interesse, os Três Irmãos, onde um verdadeiro banquete nos esperava, e, como disse, estamos no ápice da safra do buriti, planta abundante ao redor dos olhos d’água ali existentes. A família colhe o fruto, processa e comercializa na forma de popa e doce, que de tão delicioso, nos faz ativar o modo pecado da gula. Tivemos tempo de concluir mais uma visita aos paredões rochosos, quando tivemos como guia dona Conceição, que, quando criança, cruzava a pé, ao menos duas vezes por dia, a cidade de pedra, perfazendo 08 km ida e volta, até chegar ao povoado Luz onde estudava.

Quando dizemos Cidade Encantada não é à toa, decerto o lugar é um portal para mundos paralelos. Diversos são os relatos de objetos luminosos que aparecem e assustam, sons de tambores, seres e entidades luminares surgem e somem sem deixar vestígios. Seu Zé nos conta que, há tempos, foi com o filho tomar banho na nascente, quando uma luz branca, fluorescente, feito um filete, saiu da terra, subiu pelo tronco de um buritizal, chegou à copa da árvore, quando iluminou até o chão e as mangueiras em volta. O fenômeno durou uns três minutos, seu filho quis se aproximar para toma tenência, no entanto, seu Zé, assustado, deu meia volta levando consigo seu rebento. (O Josely Ecologista que exora toda a região há s mais de 30 anos, também já viveu muitas experiências sobrenaturais no local, segundo ele a cada cinco acampamentos que fazia para explorar a região em três acontecia algo extraordinário, inexplicável, ele diz que não faz medo são apenas fenômenos da natureza e é normal)

Há mais fatos e detalhes da expedição que não cabe expor, você terá de agendar uma visita com o Guia e conhecedor da areia Josely Ecologista ou com o nosso anfitrião que mobilizou os contatos para essa expedição o Genilson Ambientalista para descobri-los in loco, te garanto, será inesquecível a douta experiência. Vá, vede e aproveite, não perca tempo, a vida é uma fagulha, célere, se vai num piscar de olhos”!!! Rubens Luna

Rubens Luna - Cientista Social

Era um sonho antigo que realizei na Expedição Fotográfica aos atrativos naturais da Região da Grande Picos, em especial, a Capadócia Nordestina no município de São José do Piauí e o Geoparque em São João da Canabrava. Sem dúvida um lugar que transmite muita energia, me senti em casa e vontade de quero mais.

Eu estava muito bem acompanhado; O cientista social Rubens Luna, o Genilson, o responsável direto por fazer essa ponte, para a criação de um projeto de um álbum fotográfico de qualidade mostrando o potencial turístico da região como um todo. No entanto no 05-11 deste, houve o lançamento do livro de fotografias “Piauí, Celeiro de Icônicas Paisagens”, de minha autoria, composto de belas imagens do Piauí, garimpadas por expedições realizadas ao Piauí de norte a sul,  entremeadas com poesias de Luiz Ayrton Santos e Diego Mendes, O lançamento foi na galeria comercial Picos Center.

No dia seguinte 06-11, cedinho já estávamos na estrada. Foram dois dias que se seguiram de extrema beleza. A cidade encantada, a Capadócia Nordestina foi o alvo de uma série de registros fotográficos muito especiais, mesmo com a chuva foi possível produzir lindas imagens, inclusive, raios durante a noite, cada momento tem sua hora especial, o tempo nublado serviu com rebatedor natural para as fotos de paisagens noturnas. Assim aconteceu, foram registros únicos com muito efeito cromático os quais nunca se repetirão. As flores da caatinga, espelhos d’água, o arenito molhado, fazem o cenário perfeito para o registro da natureza.

A expedição contou com a companhia da Arquiteta Patrícia e amigas, convidadas de Genilson para conhecerem o local exato do projeto a ser implantado.

No 07-11 Partimos para a Capadócia Piauiense em São João da Canabrava. Acompanhado de Josely Ecologista, guia, ambientalista e pesquisador, experiente e conhecedor das capadócias da região de Picos e da empresária Nitta Cabelos. O Lugar é encantador de extrema beleza, me senti no centro das energias ancestrais, Formações belíssimas esculpidas pela ação do tempo, figuras imaginárias ao piscar de olhos. Cenários perfeitos, Arcos de pedras, e inúmeras figuras descomunais com formas exóticas, a imaginação voa longe, Foi um dia maravilhoso, tanta beleza num conjunto a ser explorado turisticamente.

Voltamos ao primeiro ponto de interesse, A Cidade Encantada – A Capadócia Nordestina, onde iríamos continuar o trabalho fotográfico aos paredões rochosos, tivemos como guia dona Conceição, que, quando criança, cruzava a pé ao menos duas vezes por dia a cidade de pedra, perfazendo 08 km ida e volta, até chegar ao povoado Luz onde estudava.

Cidade Encantada, energia de um portal para mundos paralelos? Não dá para ignorar os relatos dos nativos.

Todos esses dias fomos acolhidos pela família de seu José Miguel Alves, e sua esposa, dona Júlia Alves, com as irmãs Teresa Maria, e Miguelina de Jesus, além da filha Conceição Alves. Muito grato pela a recepção que aquela doce família nos proporcionou. Me senti em casa, gentileza, a gastronomia saborosa, doce de buriti, Jacuba (simbereba),  que adoro, Tudo isso eternizado para sempre na memória”. Juscelino Reis

Juscelino Reis - Fotógrafo. 

Confira alguma imagens dessa expedição.

Fonte: Juscelino Reis e Rubens Luna
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp