Domingo, 23 de Janeiro de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

28°

24° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Policial
R10 Policial
Tudo sobre notícias policiais do Brasil e do mundo.
Geral Geral
18/11/2021 16h00 Atualizada há 2 meses
Por: Bruna Dias

MC Jotinha é assassinado ao tentar separar briga

Jonathan Gomes de Araújo, o MC Jotinha, começou cedo no funk, teve grandes sucessos e viveu a história incomum de um hit que demorou cinco anos entre ser gravado e estourar nacionalmente. O artista foi morto a tiros em Duque de Caxias na terça (16), depois de tentar separar uma briga em um bar. O rapaz estava saindo do local quando foi alvejado na frente do pai, Jones de Araújo.

"Ele estava no forró e eu fui lá chamar ele para casa. Ele me abraçou, disse que me amava e que ia ficar comigo até o último dia da vida dele. Foi quando começou a confusão ao nosso lado, com amigos dele, e ele foi separar", contou o pai. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).

Divulgação
Divulgação

Jotinha queria ser cantor de funk, e foi levado pelo empresário ao estúdio do MC Roba Cena, que estava gravando a música "Poxa vida, hein, uol".

Continua depois da publicidade

Ele começou a cantar aos 4 anos, em 2008, e foi descoberto em 2011 pelo MC PR, que era cantor em empresário em Duque de Caxias, onde os dois moravam.

Jotinha gravou uma parte do vocal da música de Roba Cena, que virou um grande sucesso no funk do Rio, tocada também em bailes em outros estados. O nome de Jotinha não costuma ser creditado em "Poxa vida, hein, uol", mas sua voz ficou muito conhecida.

Em 2013, o MC PR resolveu colocar a voz de Jotinha em uma música que ele tinha gravado, chamada "Kika uma vez, kika de novo". Ele colocou a voz no site Soundcloud, de forma aberta para que DJs pudessem fazer remixes.

Jotinha também teve sucesso no Rio, no Espírito Santo e em Minas Gerais com a música "Mentiroso", lançada em 2014.

Depois disso, ele continuou cantando, mas ficou um tempo sem outro hit. Até que, em 2018, o vocal gravado de cinco anos de "Kika uma vez, kika de novo", começou a ser bastante usado por DJs e começou a virar sucesso nacional.

Só uma versão de "Kika uma vez, kika de novo" feita pelo DJ Kurinin e lançada em 2019 já teve mais de 71 milhões de visualizações no YouTube.

Com isso, a carreira de Jotinha ganhou novo impulso. Ele chegou a se mudar para São Paulo em 2019. Ele e o MC PR gravaram um clipe de "Kika uma vez, kika de novo" para o canal KondZilla.

No início da pandemia, Jotinha teve que voltar de São Paulo para Duque de Caxias. Segundo o MC PR, ele estava trabalhando em um lava-jato para completar a renda, já que a música não era suficiente durante a quarentena.

Ele planejava voltar para São Paulo para voltar a se dedicar totalmente à música ainda em 2021. Mas o artista foi morto a tiros depois de tentar separar uma briga em um bar. Ele estava saindo do local quando foi alvejado na frente do pai, Jones de Araújo.

Fonte: g1
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp