Terça, 07 de Dezembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

27°

24° 36°

Teresina - PI

Últimas notícias
Josely Ecologista
Josely Ecologista Correspondente no município
Cidades Cidades
19/11/2021 11h37 Atualizada há 3 semanas
Por: Josely Ecologista

Ministério Público reconhece que gestão Valmir Barbosa não atrasa pagamentos desde de 2017

A gestão Valmir Barbosa foi alvo de denuncias levianas alegando atrasos de salários dos servidores municipais, ato que levou a instauração do processo  de ação civil pública número 0001844-18.2017.8.18.0032.

O ministério Público como órgão de controle e fiscalizador da lei, tem o dever de receber qualquer denúncia e investigar, por mais evasiva que seja.

Ministério Público
Ministério Público

Por outro lado, o Prefeito Valmir Barbosa desde quando assumiu a gestão municipal, eleito legalmente pelo voto, vem pagando em dia o merecido salário daqueles que ajudam a construir uma Dom Expedito Lopes melhor para toda a sociedade. Essa é uma prática contínua na gestão. Uma gestão que sempre teve cuidado especial em garantir todos os direitos conquistados pelo servidor público.

A gestão Valmir Barbosa sempre deixou clara sua demonstração de respeito ao funcionalismo, ainda mais porque com o pagamento dos salários em dia há a movimentação da economia local que impulsiona  o comércio, trazendo a ampliação do fluxo de clientes que resulta no desenvolvimento econômico municipal.

Vale destacar que o cumprimento do pagamento do salário dentro do mês trabalhado é fruto de um trabalho de gestão fiscal eficiente e responsável, marca do gestor Valmir Barbosa. 

Desde 2017, a gestão Valmir Barbosa vem prezando pelo respeito ao limite de gastos com pessoal, seguindo rigorosamente o que estabelece a Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar nº 101/2000).

Assim sendo, o Ministério Público após investigar a denúncia reconheceu que nunca houve atraso de salários durante a gestão do Prefeito Valmir Barbosa, desde 2017 até o presente momento. 

Vejamos trecho da manifestação:

 

DOCUMENTO NA ÍNTEGRA

Fonte: ASCOM
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp