Terça, 07 de Dezembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

27°

24° 36°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Maternidade
R10 Maternidade
Acompanhe as principais notícias sobre Maternidade.
Geral Geral
24/11/2021 09h37
Por: Bruna Dias

Chás potencialmente abortivos proibidos na gestação

Os chás são preparados com plantas medicinais que possuem substâncias ativas e, por isso, embora sejam naturais, têm um elevado potencial de afetar o normal funcionamento do corpo. Por esse motivo, o uso de chás durante a gravidez deve ser feito com muito cuidado, já que podem afetar o corpo da gestante e prejudicar o desenvolvimento do bebê.

O ideal é que, sempre que se pretenda utilizar um chá durante a gravidez, se informe o obstetra que está acompanhando a gravidez, para saber qual a dosagem e a forma mais correta de utilizar esse chá. 

Divulgação
Divulgação

Por existirem muito poucos estudos feitos com o uso de plantas durante a gravidez em humanos, não é possível afirmar com clareza quais as plantas completamente seguras ou abortivas. No entanto, existem algumas investigações feitas em animais e até alguns casos relatados em humanos, que ajudam a entender quais as plantas que parecem ter mais efeitos negativos sobre a gravidez.

Continua depois da publicidade

Plantas medicinais proibidas na gravidez

De acordo com os resultados de vários estudos, existem plantas que devem ser evitadas durante a gravidez por apresentarem substâncias com potencial para afetar a gestação, mesmo que não exista comprovação. Já outras, são completamente proibidas por existirem relatos de aborto ou mal-formações após seu uso.

Na tabela seguinte é possível identificar as plantas a evitar, ou consumir com moderação, assim como as que são comprovadamente proibidas (a negrito) pela maioria dos estudos:

Agnocasto Camomila Ginseng Prímula
Alcaçuz Canela Guaco Quebra-pedra
Alecrim Carqueja Hera Romã
Alfafa Cáscara sagrada Hibisco Ruibarbo
Angélica Castanha-da-índia Hidraste Saião
Arnica Catuaba Hortelã Salsaparrilha
Aroeira Cavalinha Inhame selvagem Salsinha
Arruda Cidreira Jarrinha Sene
Artemísia Cúrcuma Jurubeba Tanaceto
Ashwagandha Damiana Kava-kava Tanchagem
Babosa Dedaleira Losna Trevo vermelho
Boldo Erva-de-santa-maria Macela Urtiga
Borragem Erva-doce Milefólio Uva-ursina
Buchinha Espinheiro-alvar Mirra Vinca
Café Feno Grego Noz moscada Zimbro
Cálamo Funcho Passiflora  
Calêndula Ginkgo biloba Poejo  

Independente desta tabela, é sempre importante consultar o obstetra ou um fitoterapeuta antes de tomar qualquer chá.

Muitos dos chás feitos com estas plantas também devem ser evitados durante a amamentação e, por isso, depois do parto é importante voltar a consultar o médico.

Fonte: Tua saúde
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp