Domingo, 28 de Novembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

28°

25° 37°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Utilidade Pública
R10 Utilidade Pública
Tudo sobre utilidade pública.
Teresina Teresina
24/11/2021 10h40 Atualizada há 4 dias
Por: Bruna Dias

Julgamento de assassino confesso de Iarla Barbosa acontece nesta quarta

O ex-tenente do Exército, José Ricardo da Silva Neto, acusado de matar a estudante Iarla Lima Barbosa em junho de 2017, será julgado nesta quarta-feira (24), no Fórum Criminal de Teresina.  

José Ricardo confessou ter matado Iarla. Na época, eles namoravam. Em fevereiro de 2018 ele foi preso, mas teve a prisão revogada e foi solto. Em janeiro de 2019, a justiça decretou novamente a prisão do ex-tenente.

Reprodução
Reprodução

José Ricardo pode pegar até 30 anos de prisão. Ele responde por homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil e feminicídio.

Continua depois da publicidade

O crime

Iarla foi morta no dia 19 de junho de 2017 após sair do bar Bendito Boteco e Cervejaria, localizado na avenida Nossa Senhora de Fátima, zona Leste de Teresina.  Antes de ser morta, ela estava no estabelecimento acompanhada do namorado, José Ricardo, sua irmã, uma amiga e dois colegas de farda do ex-tenente. Em um determinado momento, José Ricardo teria falado que não estaria se sentindo bem, razão pela qual iria embora mais cedo e levaria as vítimas para casa.

Iarla entrou no carro do companheiro, os dois iniciaram uma discussão e ele afirmou que estudante teria se comportado de forma desrespeitosa no bar, demonstrando ciúmes, momento em que sacou uma arma e efetuou diversos disparos contra a estudante. Ele também efetuou disparos contra a irmã e amiga da vítima, que conseguiram sair do carro e fugir.  José Ricardo confessou que matou Iarla, mas negou as informações relacionadas a irmã e amiga da estudante.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp