Sexta, 20 de Maio de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

28°

23° 30°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Maternidade
R10 Maternidade
Acompanhe as principais notícias sobre Maternidade.
Geral Geral
06/01/2022 09h28 Atualizada há 4 meses
Por: Bruna Dias

Entenda como fica a vagina depois do parto normal

Após o parto normal é comum que mulher sinta que a vagina está mais larga que o normal, além de sentir um peso na região íntima, no entanto a musculatura do assoalho pélvico volta ao normal após o parto, de forma que a vagina permanece com o mesmo tamanho de antes e durante a gestação.

No entanto, em alguns casos, principalmente quando a mulher já teve mais de um parto normal ou quando o bebê é muito grande, é possível que os músculos e nervos da região fiquem danificados, o que pode alargar um pouco o canal vaginal e causar dor e desconforto durante a relação íntima.

iStock
iStock

O que pode deixar a vagina mais larga?

O assoalho pélvico corresponde a um grupo de músculos que garantem a sustentação dos órgãos genitais, urinários e do ânus e, assim como todos os outros músculos, perde elasticidade ao longo do tempo. Assim, é natural que à medida que a mulher envelhece os músculos do assoalho pélvico percam firmeza e a vagina fique mais larga do que o habitual, além de também pode acontecer incontinência urinária, em alguns casos.

Continua depois da publicidade

Além da perda de elasticidade natural, a vagina pode ficar mais larga quando a mulher teve várias gestações, isso porque à medida que o bebê desenvolve-se no útero, faz pressão sobre os órgãos localizados no assoalho pélvico, o que pode fragilizar a musculatura local.

Além disso, parto normal de um bebê com peso superior ao normal, fatores genéticos, ter tido outro parto normal, falta de realização de exercícios para pelve e a realização de episiotomia podem também favorecer o alargamento da vagina.

Como evitar

Para evitar o alargamento da vagina, deve-se fazer fisioterapia uroginecológica, que tem como objetivo fortalecer a musculatura da região do períneo, o que deixar o canal vaginal menor e previne problemas como incontinência urinária.

Cirurgia vaginal

A cirurgia vaginal, também chamada de perineoplastia, é feita para remodelar os músculos da região vaginal após o parto, corrigindo a sensação de frouxidão e de desconforto durante as relações íntimas.

O ideal é que a cirurgia seja feita 6 meses a 1 ano depois do parto, período que o corpo leva para voltar ao normal após a gravidez. Além disso, antes da cirurgia é preciso perder peso e fazer atividade física para estimular o fortalecimento dos músculos da região vaginal. 

Fonte: Tua Saúde
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp