Quinta, 27 de Janeiro de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

25°

23° 32°

Teresina - PI

Últimas notícias
Blog do Lucão
Blog do Lucão Fique por dentro de tudo que acontece na região.
Cidades Saúde/Maranhão
13/01/2022 08h25 Atualizada há 2 semanas
Por: Blog do Lucão

MA: 80% dos internados por Covid-19 no Estado são de não-vacinados, aponta governo

Em vídeo divulgado nas redes sociais, Carlos Lula fez uma referência a Bolsonaro e disse que a vacina pode transformar a Covid-19 em uma 'gripezinha'.

O governo do Maranhão informou nesta quarta-feira (12) que 80% dos internados por Covid-19 são pessoas que não se vacinaram.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais do governo, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, fez um apelo para que as pessoas se vacinem.

Não-vacinados são maioria dos que são internados por Covid-19 no Maranhão — Foto: Reprodução/TV Mirante
Não-vacinados são maioria dos que são internados por Covid-19 no Maranhão — Foto: Reprodução/TV Mirante

“Eu faço um apelo a todo mundo que não se vacinou, ou se vacinou pela metade: se você tomou a primeira dose, não tomou a segunda, vá tomar a segunda. Tomou a segunda e não tomou a terceira? Vá tomar a dose de reforço. Não tomou ainda? A gente tem vacina para você”, afirmou.

Carlos Lula ainda fez uma referência a Bolsonaro e disse, em suas palavras, que tomar vacina pode transformar a Covid-19 em uma 'gripezinha'.

Carlos Lula, secretário de estadual de Saúde do Maranhão. — Foto: Divulgação/Governo do Maranhão

"Você que consegue tomar as duas doses, ou as três doses da vacina, e eventualmente venha adoecer de Covid-19, você consegue sim transformar a Covid em uma 'gripezinha'. Ela pouco lhe afeta", disse o secretário.

De acordo com último boletim epidemiológico divulgado pelo governo, há 170 pessoas internadas em leitos de UTI ou de enfermaria na rede pública estadual de saúde no Maranhão.

Em relação a vacinação por Covid-19, os dados do governo apontam que ainda há mais de 1 milhão de pessoas que não tomaram a segunda dose da vacina, o que já garantiria uma imunização mais eficiente contra a doença.

PUBLICIDADE:

Fonte: G1-MA
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp