Sexta, 20 de Maio de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

28°

23° 30°

Teresina - PI

Últimas notícias
Internacional Internacional
19/01/2022 20h11 Atualizada há 4 meses
Por: Cristina

Boris Johnson decreta fim do passaporte sanitário e uso de máscaras

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou nesta quarta-feira (19) o fim da exigência do passaporte sanitário, e a obrigatoriedade do uso de máscaras na Inglaterra.

Ele acrescentou ainda que os cientistas acreditam que a onda de coronavírus da variante Ômicron atingiu o pico nacional.

Boris Johnson/ reprodução redes sociais
Boris Johnson/ reprodução redes sociais

A partir da próxima semana, o uso de máscaras deixará de ser obrigatório em qualquer lugar e o home office também deixará de ser incentivado.

Continua depois da publicidade

O anúncio de Boris ocorre quando ele enfrenta o pior momento no governo britânico e teve a liderança contestada no parlamento. Os britânicos estão enfurecidos com uma série de festas envolvendo o primeiro-ministro na residência oficial de Downing Street durante períodos de lockdown para conter a Covid-19.

A oposição acusou Boris de usar as medidas como uma “cortina de fumaça” para as críticas que ele vem recebendo e cobrou que o primeiro-ministro apresente dados científicos que justifiquem a retirada das restrições.

Pronunciamento de Boris Johnson no parlamento

A partir do início da quinta-feira da próxima semana (27), a certificação obrigatória de vacinação terminará.

É claro que as organizações podem optar por exigir passaporte da NHS voluntariamente, mas encerraremos o uso obrigatório da certificação do status de vacinação contra a Covid na Inglaterra.

A partir de agora, o governo não está mais pedindo às pessoas que trabalhem em casa e as pessoas devem falar com seus empregadores sobre os arranjos para retornar ao escritório.

E, analisando os dados cuidadosamente, o Gabinete concluiu que, uma vez que os regulamentos caduquem, o governo não exigirá mais o uso de máscaras faciais em nenhum lugar.

Senhor Presidente, a partir de amanhã, não exigiremos mais máscaras nas salas de aula, e o Departamento de Educação removerá em breve as orientações nacionais sobre seu uso em áreas comuns.

No país em geral, continuaremos a sugerir o uso de coberturas faciais em locais fechados ou lotados, principalmente onde você entra em contato com pessoas que normalmente não conhece.

Mas vamos confiar no julgamento do povo britânico e não criminalizar mais quem optar por não usar um.

 

Fonte: CNN
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp