Sábado, 21 de Maio de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

31°

23° 30°

Teresina - PI

Últimas notícias
Jucelma Sales
Jucelma Sales Correspondente do município.
Cidades Retorno
21/01/2022 14h29
Por: Jucelma Sales

UFPI de Picos anuncia retorno das aulas híbridas para o dia 7 de fevereiro

A Universidade Federal do Piauí (UFPI), campus de Picos, está com sua aulas previstas para retornarem no dia 07 de fevereiro na modalidade híbrida.

Segundo informações do diretor da UFPI, Juscelino Nascimento, o retorno presencial será somente para os cursos e disciplinas com aulas práticas, os demais, seguem de forma remota.

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

"Os que poderão retornar nessa modalidade já poderão faze-lo de acordo com as possiblidades e realidades de cada curso e cada disciplina. As que forem 100% teórica poderão permanecer 100% remota e as que forem prática poderão faze-lo no formato híbrida de acordo com a concordância da coordenação de cada curso", ressaltou.

Continua depois da publicidade

A Universidade Federal do Piauí (UFPI), campus de Picos, conta com 11 cursos, sendo, seis licenciaturas e cinco bacharelados, tendo uma média de mais de três mil alunos.

O diretor da UFPI, Juscelino Nascimento, diz, que estão trabalhando o retorno presencial de forma gradual.

"Foi aprovado pelos conselhos superiores, o protocolo de biossegurança que será utilizado ao longo desse retorno de acordo com o comportamento do vírus e as condições sanitárias para que isso aconteça", informou. 

Devido a pandemia da Covid-19, Juscelino, reforça os cuidados com a higiene individual.

"Esses cuidados eles são individuais, claro que a instituição tem essa preocupação ao uso de equipamento de proteção individual. Nós temos aqui no nosso campus espalhados, álcool em gel, tapetes sanitizantes e cada pessoa tem a consciência do perigo que é o vírus, e que a pandemia ainda não acabou, embora esteja um pouco mais controlada em virtude da vacinação em massa. Mas, vem as variante e essa virose, então, tem que manter os próprios cuidados para que possamos retornar em segurança", frisou.

Juscelino, destaca que o comprovante de vacinação, não será uma exigência, no entanto é recomendado que se faça essa solicitação a cada estudante, a cada servidor e a cada professor.

"Não vai ser uma exigência, uma obrigatoriedade, porque não tem uma definição por parte do Supremo Tribunal Federal- STF. O Ministério da Saúde emitiu um documento informativo em que as universidades não podem cobrar o passaporte de vacina. Nós sabemos que mais de 70% da população do Piauí já está com a vacinação de duas dose já recebidas, então, nós estamos trabalhando nessa perspectiva", concluiu Juscelino Nascimento.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp