Segunda, 27 de Junho de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

23°

21° 35°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Policial
R10 Policial
Tudo sobre notícias policiais do Brasil e do mundo.
Piauí Piauí
17/02/2022 09h49
Por: Marina Sousa

Homem preso após subir em cavalo para furtar fios de telefone é liberado

Um dos envolvidos em roubos de cabos telefônicos em Oeiras foi preso pela Polícia Civil graças a uma decisão da justiça local. O acusado F.F.B.S. foi detido após investigação feita pela Polícia Civil, inclusive, tendo como uma das provas um vídeo em que foi flagrado por câmeras de segurança, no Centro da cidade, efetuando um furto, fazendo uso de um cavalo.

Em audiência de custódia realizada nessa quarta-feira, 16, a Defensora Pública, Dra. Marcely Santos de Sousa, solicitou a revogação da decisão que decretou a prisão do investigado, o que não foi acatado pelo Ministério Público, através da promotora Dra. Ednólia Evangelista de Almeida, que se manifestou contrária à revogação pleiteada, mantendo-se a prisão do investigado, em razão do enquadramento nos requisitos legais para que seja decretada a prisão preventiva.

Homem preso após subir em cavalo para furtar fios de telefone é liberado

Na sequência, o exceltissimo juiz, Dr. Rafael Mendes Palludo, proferiu decisão oral com a seguinte parte dispositiva:

Continua depois da publicidade

"Observo no presente caso a possibilidade de substituição da prisão provisória por medidas cautelares diversas da prisão, razão pela RECONSIDERO a decisão que decretou a prisão do investigado e CONCEDO A LIBERDADE PROVISÓRIA a F. F. B. S. com aplicação de medidas cautelares diversas da prisão".

As medidas são as seguintes:

  1. Comparecimento mensal em Juízo para informar e justificar suas atividades, até o dia 10 de cada mês; 
  2. não se ausentar da Comarca sem autorização deste juízo, por mais de 07 (sete) dias; 
  3. comunicar a este juízo qualquer mudança de endereço;
  4. comparecer a todos os atos processuais a que for intimado;
  5. recolhimento domiciliar noturno, das 19h às 06h, pelo período de 03 (três) meses.

O acusado foi posto em liberdade ainda nesta quarta-feira, 16, mesmo com provas.

Fonte: Mural da Vila
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp