Quinta, 19 de Maio de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

27°

24° 31°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Policial
R10 Policial
Tudo sobre notícias policiais do Brasil e do mundo.
Polícia Polícia
05/05/2022 11h40 Atualizada há 2 semanas
Por: Bruna Dias

Pais e mais cinco familiares são indiciados pela morte do bebê Wesley

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) concluiu o inquérito sobre a morte do bebê Wesley Carvalho, de 1 ano e 9 meses, que desapareceu em dezembro de 2021, em Teresina, e indiciou os pais do bebê e mais cinco familiares por envolvimento direto com a morte.

Os sete envolvidos no caso vão responder por homicídio e ocultação de cadáver. A mãe ainda deve responder também por falsa comunicação de crime, por ter afirmado às autoridades que o bebê Wesley havia sido raptado.

Pais e mais cinco familiares são indiciados pela morte do bebê Wesley

Os restos mortais da vítima não foram encontrados.

Continua depois da publicidade

Relembre o caso

Uma mulher denunciou que seu filho foi sequestrado no dia 29 de dezembro do ano passado, na Praça da bandeira, centro de Teresina. O caso chegou à polícia após 42 dias do sequestro.

“Nós vimos dois bandidos vindo em direção a nós. E foi logo dizendo: passa criança, aí nós ficamos sem reação. Olhamos para um lado e para o outro sem falar nada, que eles ameaçaram nós: 1Se fazer algum pio, nós mata vocês três'", contou a mãe da criança.

A mulher estava com seu marido e não denunciaram o caso no mesmo dia, com a justificativa de que teriam sido ameaçados pelos dois homens que levaram o menino.

Em 22 de fevereiro de 2022, policiais civis da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) prenderam o pai, a mãe, e os avós paternos do bebê. As investigações apontavam que a criança havia sido morta em um ritual. 

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp