Segunda, 27 de Junho de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

23°

21° 35°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 municípios
R10 municípios Redação do Portal R10 / Equipe R10 Municípios
Cidades Cidades
18/05/2022 11h05
Por: Marina Sousa

Reunião propõe melhorias na defesa da causa animal em Floriano

Representantes da causa animal se reuniram nesta segunda-feira, 16, com a equipe técnica do Centro de Controle de Zoonoses de Floriano na Secretaria Municipal de Saúde. O principal objetivo foi abrir um diálogo e apresentar propostas de melhorias sobre uma problemática que atinge diversas cidades no Brasil e no mundo: o aumento de animais em situação de vulnerabilidade.

Na conversa, foram discutidos alguns pontos como um estudo de viabilidade para a criação de um programa de castração municipal, além de campanhas educativas com foco na adoção responsável. 

Reunião propõe melhorias na defesa da causa animal em Floriano

Outra pauta discutida entre os representantes e a Secretaria Municipal de Saúde foi a estrutura do Centro de Controle de Zoonoses. O prédio tem mais de 20 anos de construção e carece de reparos e melhorias. 

Continua depois da publicidade

Na semana passada, com o anúncio do retorno do serviço de recolhimento de animais em vias públicas, a PMF emitiu uma nota onde explica quais os casos que serão aplicados à captura:

“A ação de captura de animais em vias públicas é direcionada àqueles em situação de vulnerabilidade, de visível acometimento de doenças incuráveis que possam colocar em risco a população e outros animais. Animais sadios, com coleiras de identificação, não podem ser capturados. Isso não se aplica a animais de grande porte como vacas, cavalos e jumentos, por exemplo, pois estes devem ser criados em ambientes rurais, ou seja, é de inteira responsabilidade do proprietário a destinação correta desses animais”, diz o documento. 

A PMF inclusive dispõe de um local, na zona rural, para essa finalidade quando os mesmos são retirados de vias públicas, resguardando a segurança no trânsito. Além disso, importante destacar alguns pontos no combate à desinformação:

1. A captura de animais é feita por profissionais treinados para este tipo de serviço;

2. Os animais coletados passam por triagem médica veterinária, testagem para doenças e são alocados em espaços limpos com manutenção diária;

3. As alimentações, bem como hidratação, são garantidas nesse ambiente;

4. O proprietário de animal coletado, tem 10 dias para fazer o recolhimento do mesmo. Após esse período, o animal é disponibilizado para adoção;

5. Os animais de grande porte capturados são levados para outro espaço, localizado na zona rural de Floriano.

6. A nova lei de eutanásia em animais (Lei 14.228/21) proíbe órgãos de zoonose, canis públicos e estabelecimentos similares, a realizar este tipo de procedimento, exceto em casos de doenças graves ou enfermidades infectocontagiosas incuráveis que coloquem em risco a saúde humana e de outros animais.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp