Domingo, 08 de dezembro de 2019
(86) 98111-9939
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Política - Investigação

Postada em 05/06/2018 ás 09h49

Publicada por: Redação

PF encontra R$ 23,6 milhões em contas de amigo de Temer
A investigação da Polícia Federal sobre um suposto esquema de propinas envolvendo o presidente Michel Temer.
PF encontra R$ 23,6 milhões em contas de amigo de Temer

Foto: Reprodução / Agência O Globo

A investigação da Polícia Federal sobre um suposto esquema de propinas envolvendo o presidente Michel Temer encontrou planilhas e extratos que apontam um total de R$ 23,6 milhões em contas do amigo de Temer, o coronel aposentado João Baptista Lima Filho. Deste total, R$ 20,6 milhões estavam na conta pessoal e R$ 3 milhões na conta de uma das empresas do coronel. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

De acordo com a reportagem, os R$ 20,6 milhões estão em contas correntes e investimentos em nome do coronel (pessoa física) e os R$ 3 milhões em nome da PDA Projeto e Direção Arquitetônica LTDA e da PDA Administração e Participação LTDA. Não foram encontradas movimentações na conta da Argeplan, a empresa mais famosa de Baptista.

Ele foi preso em março deste ano na Operação SKala, que investiga irregularidade no Decreto dos Portos assinado por Temer no ano passado. O decreto estendeu de 25 para 35 anos os contratos de concessão e arrendamento de empresas que atuam em portos com a possibilidade de ser estendido por até 70 anos. O coronel foi apontado na delação da J&F como intermediário de propina para o presidente.

A PF suspeita que o novo texto que regula o setor poertuário foi assinado para atender o interesse de empresas que pagaram milionárias propinas para continuar em operação. De acordo com a investigação, o presidente é suspeito de receber dinheiro do esquema de corrupção.

Esquema revelado pela Fórum

Deflagrada no final de março, a Operação Skala prendeu, além de Baptista, o advogado José Yunes, amigo e ex-assessor do presidente Michel Temer e, em Monte Alegre do Sul (SP), o empresário Antonio Celso Greco, dono da empresa Rodrimar, que opera no porto de Santos.

A Fórum foi o primeiro veículo a noticiar com provas o esquema Yunes. Em fevereiro de 2017, o Blog do Rovai publicou uma série de matérias que revelavam a intrincada teia de empresas suspeitas de Yunes que ficou conhecido como Tabapuã Papers e também a ligação de Temer com Yunes.

A detenção foi autorizada pelo ministro Luis Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), relator do inquérito que investiga Temer por suposto recebimento de propina em troca de benefícios a empresas do setor portuário via decreto.

Fonte: Fórum

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

Secretaria de saúde de São J. do Arraial realiza campanha dezembro vermelho

Picos Por Jucelma Sales

Cantor Picoense Bruno Pizadinha se apresentará no programa do Ratinho

Dom Expedito Lopes Por Josely Ecologista

Escola Padre Albino de Dom Expedito Lopes realiza aula da saudade.

Colônia do Gurgueia Por Geney Ribeiro

Igreja evangélica realiza o III Gurgueia para Cristo em Colônia do Gurgueia

Floriano Por Ilizianny de Carvalho

Sorteados os contemplados com 499 casas do Residencial Alto da Cruz

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium