Domingo, 16 de Maio de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

24°

22° 32°

Teresina - PI

Últimas notícias
Teresina Protesto
11/06/2018 08h54 Atualizada há 3 anos
Por: Vitória Vivian

Servidores da Eletrobras paralisam atividades nesta segunda-feira

Reprodução:Ascom
Reprodução:Ascom

Funcionários da Eletrobras decidiram parar as atividades nesta segunda-feira (11), em protesto contra a privatização da estatal. Os servidores lutam por garantia de emprego e a paralisação deve durar 72h. A categoria afirma que os serviços essenciais serão mantidos.

O Diretor Juridico do Sindicato dos Urbanitários, Francisco Marques, esclareceu que será analisada uma determinação do Tribunal Superior do Trabalh que exige que 75% dos trabalhadores da empresa trabalhem normalmente.

“Vamos nos reunir com a categoria para discutir a questão de viabilidade da greve e a determinação que 75% dos funcionários devem trabalhar já que isso praticamente inviabiliza as nossas ações de manifesto. O grande problema é que tem uma parte dos serviços são burocráticas e greve sem impacto não tem resultado. Mas já estamos tentando solucionar isso”, explicou  Francisco Marques.

O acordo de paralisação foi firmado na última sexta-feira (8), tendo início nesta segunda-feira e podendo se estender para uma greve geral.  A expectativa do Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE) é que a adesão ao movimento seja feita por todos os 24 mil funcionários do sistema Eletrobras.

De acordo com a Federação Nacional dos Urbanitários o movimento deve paralisar as atividades de operação e manutenção de todas as empresas de geração, áreas administrativas e geração de energia: Chesf, Eletrosul, Eletronorte, Eletrobras, Funas e o Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (Cepel) das distribuidoras do Piauí, Rondônia, Roraima, Acre e Amazonas.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp